Estado anuncia aulas 100% presenciais a partir de 18 de outubro

  • 13/10/2021
  • 0 Comentário(s)

Estado anuncia aulas 100% presenciais a partir de 18 de outubro

A secretaria Estadual de Educação confirmou na manhã desta quarta-feira (13) que as aulas presenciais voltam a ser obrigatórias na rede pública e privada do Estado de São Paulo a partir da próxima segunda-feira (18). Segundo a secretaria, o distanciamento entre as carteiras, que já tinha sido reduzido de 1,5 metro para 1 metro desde agosto, não será mais exigido a partir do dia 3 de novembro.

O uso de máscara seguirá obrigatório para todos, assim como a utilização de álcool em gel nas escolas e equipamentos de proteção individual pelos professores e demais funcionários.

Mais detalhes sobre o retorno obrigatório serão divulgados pelo governador João Doria (PSDB) em coletiva de imprensa no início da tarde.
O assessor de Educação de Monte Aprazível, Pedro Polotto comemorou a retomada das aulas 100% presenciais.Em entrevista a Difusora Aparecida, Pedro salientou que a retomada das aulas presenciais é um retrato do momento e do avanço da vacinação.

“Temos retomado e avançado há alguns meses, mas não conseguimos atender 100% dos alunos em todas as fases. A notícia é boa pois, poderemos atender todos os alunos independente do distanciamento. Poderemos atender todos os alunos todos os dias. Isso é muito bom, pois é um retrato do momento em que vivemos, como maior parte da população vacinada com a segunda dose e com os novos casos têm diminuído. Ficamos muito contentes com essa notícia”, disse Pedro.

A secretaria de Educação informou que os municípios terão autonomia para decidir sobre a retomada. Pedro salientou que vai aguardar o anúncio do governador para decidir com o prefeito como será a retomada.

Na rede pública, são cerca de 3,5 milhões de alunos distribuídos em mais de 5,4 mil escolas em todo o estado.No início de agosto, o governo estadual liberou o retorno às aulas presenciais com 100% ocupação respeitando os protocolos sanitários, o que em algumas unidades exigiu revezamento de grupos.

Apesar da autorização, o envio do estudante para a sala de aula era facultativo aos pais. na ocasião, as prefeituras também tinham autonomia para definir as datas e regras de abertura.

A partir da semana que vem, estudantes só poderão deixar de frequentar as escolas mediante apresentação de justificativa médica.
Em setembro do ano passado, o estado retomou as aulas presenciais durante a pandemia, mas manteve um percentual limitador de 35% dos alunos matriculados por dia.

Durante a fase emergencial, em março deste ano, as instituições ficaram abertas apenas para acolhimento de crianças em situação de maior vulnerabilidade e oferta de merenda.

Em abril, as escolas foram liberadas para voltar a receber alunos, desde que mantendo a capacidade máxima de 35%.

Marcos Roberto - com informações Estadão/Globo.com
marcos.roberto@difusoraaparecida.com.br


#Compartilhe

0 Comentários


Deixe seu comentário








Aplicativos


Locutor no Ar

Peça Sua Música

No momento todos os nossos apresentadores estão offline, tente novamente mais tarde, obrigado!

Anunciantes